luiz-capri.jpg

Luiz Roberto Saldanha

Diretor

Luiz Roberto Saldanha tem formação em Engenharia Agronômica, Administração de Empresas, MBA em Gestão da Produção e Especialização em Cafeicultura Empresarial. Luiz começou a trabalhar com café em 2004 a convite do seu padrinho Dr. Paulo César Saldanha (in memoriam), para assumir a gestão da centenária Fazenda Califórnia e implementar um projeto para produção de cafés especiais e sustentáveis no Estado do Paraná. Em 2007, ingressou no Projeto Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná.

Em 2010 foi eleito Vice-Presidente da Associação de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (ACENPP) e, em 2012, assumiu a Presidência da instituição. Sob sua gestão e em parceria com as demais instituições participantes do projeto, em maio de 2012, a Região do Norte Pioneiro do Paraná recebeu o Registro de Indicação Geográfica de Procedência junto ao INPI (Instituto Nacional de Marcas e Patentes), tornando-se, à época, a terceira região produtora do Brasil a receber uma IGP.

Luiz foi membro ativo da Comissão Técnica de Cafeicultura da Federação de Agricultura do Estado do Paraná (FAEP) entre os anos de 2007 e 2014 e membro da Câmara Setorial do Café do Estado do Paraná, tendo sido eleito subgerente da entidade entre os anos de 2011 e 2012. Durante o período, auxiliou na elaboração de projetos para reestruturação da cafeicultura do Paraná juntamente aos órgãos de pesquisa e extensão do Estado, com intuito de auxiliar o desenvolvimento de políticas públicas para o setor.

À frente da gestão da Fazenda Califórnia, foi responsável pela implementação dos protocolos de certificação socioambiental UTZ Certified (2007) e Rainforest Alliance (2011), a primeira propriedade certificada do Estado do Paraná, em ambos os casos.

Fascinado pela busca de conhecimentos nas diferentes técnicas de produção e pós-colheita de cafés especiais, desde 2009, tem realizado viagens técnicas a diferentes países produtores como: Costa Rica, Guatemala, Honduras, El Salvador, Panamá e Colômbia. Realizou ainda trabalho de colaboração técnica com as renomadas especialistas internacionais Aida Batlle, de El Salvador, e Lucia Solis, dos EUA, validando diferentes protocolos de fermentação e implementando boas práticas de processamento da indústria vinícola à Fazenda Califórnia.

Como provador, integrou o corpo de juízes nacionais do Concurso Cup of Excellence em diferentes edições e, em 2013, fez parte do Júri Internacional da competição. Em 2012 certificou-se Q-Grader pelo Coffee Quality Institute e atualmente faz parte do Programa de formação de Instrutores Assistentes da instituição.

Com a adequação dos processos de produção da Fazenda Califórnia, e a busca pela melhoria contínua, conquistou diversos prêmios em concursos de qualidade estadual e nacional, assim como a honraria de integrar o seleto grupo de propriedades reconhecidas com a chancela de “Cup of Excellence”. A Fazenda Califórnia foi a primeira propriedade paranaense a conquistar um título do CoE (2010) e a única a repetir o feito (2015).

Em 2015, foi co-fundador da Exportadora Capricórnio Coffees, empresa criada com o intuito de promover o desenvolvimento sustentável de uma nova origem de cafés localizada na região brasileira do Trópico de Capricórnio, por meio do estabelecimento de relacionamentos especiais de longo prazo entre todos os membros da cadeia de café. A empresa incialmente fundada em Jacarezinho - PR, expandiu suas operações para o Estado de São Paulo e atualmente possui sede na cidade de Ourinhos.

Em 2018 obteve certificação pelo Coffee Quality Institute no Programa Q Processing Nível 1 – Generalista e Q Processing Nível 2 – Profissional. Em 2019, ingressou na primeira turma de Q Processing Nível 3 Expert (em andamento) e iniciou sua preparação como Instrutor Assistente para o Programa.

Em 2020 iniciou uma Especialização em Neurociências e Comportamento: “Afinal a cadeia do café é feita de pessoas e, tão fascinante quanto entender as nuances presentes em cada xícara, é entender as nuances daqueles por trás delas...”.